quebra cabeça saúde mental

Por que quebra-cabeça é bom para a saúde mental?

Foi um dia agitado no escritório e você ficou mentalmente esgotado. Por mais que você se esforce para fazer o seu melhor, muito estresse nunca é bom para o corpo e a saúde mental.

Mesmo quando você finalmente está em casa e pronto para dormir, pode levar muito tempo para relaxar antes de ficar calmo o suficiente para adormecer.

Aqui está um método de relaxamento que abrange vários benefícios para a saúde mental: resolver quebra-cabeças.

Nós sabemos o que você está pensando. “Mas isso não vai me fazer trabalhar de novo?” Não exatamente.

Tipo de quebra-cabeça como caça palavras, palavras cruzadas e sudoku são altamente recomendados pelos médicos para manter seu nível de estresse sob controle, melhorando assim sua saúde mental.

Um dos principais motivos é que o quebra-cabeça permite que você se concentre em apenas uma coisa. Enquanto a multitarefa coloca o lobo frontal do cérebro sob estresse, a tarefa única de montar um quebra-cabeça bom e envolvente elimina esse estresse.

A resolução de um quebra-cabeça funciona nos dois hemisférios do cérebro, o que aumenta nossa capacidade de focar e colocar com sucesso uma peça do quebra-cabeça para criar uma imagem mais ampla, incentivando a produção de dopamina, o neurotransmissor que regula o humor e afeta a concentração, a motivação, a memória.

Montar um quebra-cabeças é uma ótima maneira de combater o estresse, mas também é benéfico para sua saúde mental e física.

Ao reorientar a mente dos pensamentos negativos e estressantes, você diminui os níveis de cortisol e pressão arterial, tornando o corpo e a mente saudáveis.

Queremos incentivar as pessoas a começar a cuidar da sua saúde mental, e uma das maneiras mais divertidas e eficientes de cuidar da saúde mental é montando quebra cabeças bons, com propostas diferentes do que há por aí no mercado hoje.

Clique aqui e confira nossos quebra cabeças 3D que tem ajudado muitas pessoas a cuidar da saúde mental e assim evitar doenças no futuro como demência, alzheimer, dentre outros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *